Governo do Distrito Federal
Governo do Distrito Federal
17/09/21 às 14h09 - Atualizado em 17/09/21 às 14h13

Vai começar o Vazio Sanitário do Feijão no Distrito Federal

COMPARTILHAR

 

No dia 20 de setembro começa, no Distrito Federal, o Vazio Sanitário do Feijão. Durante o período, que vai até 20 de outubro, não pode haver plantas vivas de feijão no território do DF, sejam elas cultivadas, espontâneas ou remanescentes de safra anterior.

 

 

A medida foi estabelecida como uma forma de controle da população de mosca branca, uma praga que ataca as lavouras de feijão, transmitindo o mosaico dourado, uma das principais doenças do feijoeiro comum, constatada em vários locais do Brasil. O vazio do feijão varia de estado para estado, de acordo com o calendário de semeadura da cultura em cada região.

 

 

A subsecretária de Defesa Agropecuária da Secretaria da Agricultura do Distrito Federal (Seagri-DF), Danielle Araújo, ressaltou a relevância econômica do vazio sanitário do feijão. “O mosaico dourado pode causar sérios prejuízos financeiros aos produtores rurais, uma vez que, as perdas na produção, ocasionadas por essa enfermidade, podem ser totais”, explicou Danielle Araújo. “Com o vazio sanitário, os produtores conseguem ter lavouras mais sadias e, consequentemente, mais produtivas e rentáveis”, complementou.

 

 

Durante o período de vazio do feijão, a Secretaria da Agricultura realiza fiscalizações a campo para verificar o cumprimento da medida sanitária. “As ações estabelecidas pela Seagri têm se mostrado efetivas para o controle do mosaico dourado, contribuindo para que o DF apresente a maior produtividade da cultura de feijão no país”, afirmou o gerente de Sanidade Vegetal da Seagri-DF, Gilson Alves.

 

 

O produtor que descumprir as regras estabelecidas está sujeito às penalidades administrativas, como multa. “É importante que os produtores rurais colaborem com o vazio sanitário, onde todas as plantas de feijoeiro devem ser eliminadas, por meio de controle químico ou mecânico”, destacou Gilson Alves.