Governo do Distrito Federal
Governo do Distrito Federal
16/01/20 às 9h08 - Atualizado em 16/01/20 às 9h08

Seagri e Procon realizam operação conjunta

COMPARTILHAR

 

A Secretaria de Agricultura do Distrito Federal (Seagri-DF) em parceria com o Instituto de Defesa do Consumidor (Procon-DF), realizou nesta semana uma operação conjunta para retirar das prateleiras dos supermercados, linguiças de frango produzidas fora dos padrões regulamentados pelo Ministério da Agricultura (Mapa).

 

Os produtos continham informações enganosas em seus rótulos e estavam sendo comercializados como linguiça de frango, sendo que na verdade continham pele de frango misturada em quantidades fora dos padrões permitidos. “A linguiça de frango não pode ter a pele de frango de forma isolada, que não está aderida a carne do frango, ou seja, eles compram a pele de forma separada e utilizam na composição da linguiça, e isso não é permitido”, explicou o diretor de Inspeção de Produtos de Origem Vegetal e Animal (Dipova), Marco Antônio Martins.

 

Segundo ele, os produtos não apresentam riscos a saúde caso seja consumido, mas ele deveria ter uma outra denominação. “Podem ser consumidos normalmente, mas a denominação não seria de linguiça de frango, mas sim, embutido de frango. É um produto que está em desacordo com o que está sendo anunciado no rótulo. Ele está infringindo as regras de consumo. Está oferecendo um produto que não condiz com a composição”, explicou Martins.

 

As marcas flagradas com as irregularidades receberão um termo de notificação e esses produtos não poderão mais ser comercializados. “Esse material, a gente está deixando o mercado como fiel depositário. Ele tem a opção de inutilizá-lo ou doá-lo. O que o supermercado não pode fazer é retornar com esse produto para gôndola”, ressaltou Martins

 

A operação contou com três equipes da Seagri e o Procon que visitaram 12 supermercados e apreenderam cerca de 1100 quilos de produtos irregulares.

 

Texto e foto: Ascom Seagri-DF