Governo do Distrito Federal
Governo do Distrito Federal
26/05/21 às 12h36 - Atualizado em 26/05/21 às 12h38

Seagri começa a receber cestas verdes do programa Papa-DF

COMPARTILHAR

 

A Secretaria de Agricultura do Distrito Federal (Seagri-DF) recebeu nesta quarta-feira (26), as primeiras 1.500 cestas verdes do Programa de Aquisição da Produção da Agricultura (Papa-DF).

 

No total, foram adquiridas mais de 63 mil cestas verdes, de 10 entidades representantes de produtores rurais, no valor de R$ 2 milhões, que serão entregues para o Banco de Alimentos de Brasília, Secretaria de Desenvolvimento Social (Sedes-DF) e para o Programa Mesa Brasil do Sesc.

 

Essas instituições distribuirão as cestas para entidades cadastradas que, por sua vez, irão repassar esses alimentos a famílias em vulnerabilidade social e nutricional. No total, serão entregues cerca de 6.000 cestas verdes por semana, totalizando 78 toneladas de alimentos distribuídos de terça a sexta-feira.

 

O secretário de agricultura, Candido Teles, ressaltou a importância das compras do Governo na geração de emprego e no aumento da renda dos produtores. “É um momento de solidariedade. Aqui está a força do Governo, que aloca os recursos e a força do produtor rural, que produz esses alimentos que são destinados às famílias carentes. É um programa que todos ganham, principalmente, o homem do campo, que tem certeza que vai ter a entrega do seu produto e receber os recursos justos. É bom registrar também, que esses produtos são de excelente qualidade porque tem assistência técnica da Emater-DF. Eu parabenizo o Governo Ibaneis pela sensibilidade que tem para com o pequeno produtor”, afirmou Teles.

 

Para o subsecretário de Política Sociais Rurais, Abastecimento e Comercialização da Seagri-DF, João Pires, o Papa-DF é uma das principais políticas institucionais no Distrito Federal. “O Papa-DF possibilita a execução de verbas do GDF e de emendas parlamentares na compra da produção da agricultura familiar e distribuição direta às entidades filantrópicas. Isso, por sua vez, fortalece a agricultura familiar e atende as entidades com pessoas carentes que necessitam desse aporte na sua alimentação”, explicou João Pires, que disse ainda, que a expectativa é de que a compra e distribuição dessas cestas seja concluída no máximo em 12 semanas.

 

Segundo a diretora de segurança alimentar e nutricional do Banco de Alimentos, Lidiane Pires, cada cesta verde é composta por no mínimo 8 itens, de diferentes grupos (como de tubérculos, de verduras, de frutas), com um mínimo de itens para cada grupo. A ideia de divisão em grupos é contemplar o que a agricultura familiar tem para entregar, e que ao mesmo tempo, seja relevante do ponto de vista nutricional.  “Assim a cooperativa consegue trabalhar com preço e com sazonalidade e oferecer uma cesta que tenha uma variedade de nutrientes e vitaminas chegando às famílias. A gente tem um produto de maior qualidade nutricional fazendo essa separação por grupos e consegue contemplar várias cadeias produtivas. É uma cesta de grande valor nutricional”, ressaltou Lidiane.

 

Também estavam presentes na ação, a presidente da Emater-DF, Denise Fonseca; a diretora-executiva da empresa pública, Loiselene; o presidente da Ceasa-DF, Sebastião Márcio; o vice-presidente da Ceasa-DF, Petronah Castro e Silva e o deputado distrital, Claudio Abrantes.

 

Ascom Seagri-DF