Governo do Distrito Federal
Governo do Distrito Federal
29/06/19 às 8h34 - Atualizado em 29/06/19 às 8h37

Ação impede que 34 toneladas de laranja com suspeita de contaminação entrem no DF

COMPARTILHAR

 

A Secretaria de Agricultura realizou uma ação que impediu que cerca de 34 toneladas de laranja fossem comercializadas no Distrito Federal. A carga vinha de uma região com presença da doença cancro-cítrico. Causado pela bactéria Xanthomonas citri subsp. citri, o cancro-cítrico ataca todas as variedades e espécies de citros e constitui-se numa das mais graves doenças da citricultura brasileira. Não há medidas de controle capazes de eliminar completamente a doença.

 

Segundo a Engenheira Agrônoma e Analista de Fiscalização da Seagri/DF, Carina Ichida, para entrar no DF, as frutas com sintomas da doença devem ser certificadas por um Responsável Técnico (RT) habilitado pelo órgão estadual de defesa agropecuária. O RT garantirá que os frutos contaminados não levem a doença para estados em que ela ainda não ocorre.

 

“Não foi o que aconteceu com essas cargas que chegaram ao DF. Os carregamentos não tinham a declaração de que houve seleção na origem para a retirada de frutos com sintoma de cancro e higienização, procedimentos obrigatórios para eliminar o risco de disseminação da doença”, explicou Ichida, que também lembrou que, além de laranjas com suspeita de cancro, havia a presença de folhas e ramos na carga, o que não é permitido.

 

Texto e foto: Ascom Seagri/DF